Postagens

Sobre meu próximo bebê...

Palma, palma, palma não priemos cânico...
Ontem no caminho de casa pra faculdade fiquei pensando no meu próximo bebê.
Cheguei a conclusão que o melhor ano para tê-lo seria 2021, porque Cecília já estará com 5 anos, desfraldada, desmamada (oremos) e minimamente independente, eu já estarei financeiramente estável (oremos em dobro) e minha casa terá espaço para 5 pessoas...
Com tudo isso em mente, só uma coisa me preocupa: Como vou amamentar o bebê caso ele chegue pra mim com menos de 6 meses? Existe algum remédio que ajude o corpo a produzir leite ? É considerado amamentação cruzada? É loucura?Pois é, meu próximo bebê será adotado. Até uns dias atrás eu planejava adotar uma criança maior, mas desde ontem tô com vontade de ter um bebezinho....
Mas por enquanto é só isso...
Só vou sentar pra pensar nos detalhes no fim de 2019, até lá tenho 2 anos pra organizar a vida...

(Oi gente, eu tô viva como vocês podem ver, eu não vou prometer aparecer mais vezes porque não vou conseguir cumprir)

Escolha o Amor

Oi gente, linda!!
Estou sumida porque tá corrido, durante o semestre letivo não dá pra manter o blog atualizadinho...
Mas, hoje eu vim fazer uma proposta pra vocês e compartilhar uma preocupação; se você usa qualquer rede social já percebeu que o ódio anda imperando por aí, todo mundo odeia quem pensa diferente, as pessoas xingam outras pelo simples fato de discordarem de algo. Eu tenho estado mundo preocupada com isso, com onde nós vamos parar com esse ódio cego que nos impede até de argumentar, e talvez eu faça um post bem explicadinho sobre isso, mas hoje vim propor a vocês que escolham o amor. Se vir alguém discordando de você e sentir vontade de bater boca, façam uma oração, prece, emane boas energias,  enfim faça o bem para aquela pessoa e siga em frente, se virem pessoas se ofendendo em comentários de redes sociais façam o mesmo. Espalhem o amor!!!!!
O bem sempre vence o mal, então façamos a nossa parte!!!
❤💞💝💜💛💚💙💗💖💕💓💘

#focoforçaefé

Hoje eu tô com vontade de chorar as pitangas, e quando eu digo hoje eu quero dizer atualmente.
TCC + dois curumins não tá fácil. Cecília tá numa fase beeeeem enjoada, não pode me ver que já vem com "teio mama" e ai de mim se não der o peito, porque aí há choro e ranger de dentes. Eu penso em desistir três vezes ao dia, eu penso em chorar, em fugir... Tá cansativo.Mas e o pai?
O pai faz mais que a maioria dos pais bocós por aí, mas ainda é pouco, e Deus me ajude se eu quiser falar da carga pesada porque tudo que ele sabe dizer é "Daqui a pouco acaba"Aliás todo mundo só sabe dizer isso, salvo as que dizem "depois piora" .Hoje eu tô com vontade de chorar as pitangas!!!

Maternidade e Ansiedade

Existe a ansiedade natural, aquele friozinho gostoso na barriga quando estamos prestes a fazer a viagem dos sonhos ou começas um novo emprego, e existe a ansiedade patológica que aquele que te cega e desespera por algo que, na maioria das vezes, nem ao menos é real.
Lidar com as crises de ansiedade, sem a responsabilidade de cuidar do bem estar de outra pessoa já é uma tarefa complicada e que precisa de psicoterapia, terapia ocupacional e/ou psicotrópicos, agora lidar com a ansiedade patológica e filho(s), meus amigos...
Mas como raios funciona essa tal de ansiedade patológica?
Imagina que você está vendo um filme e de repente seu cérebro diz "Já pensou se tivesse um tsunami no Rio de Janeiro?" e aí você começa a se preocupar realmente com essa possibilidade e tremer, ter taquicardia, falta de ar, mesmo sabendo que é apenas una possibilidade e aí tem o filho que quer atenção, quer brincar, quer carinho, precisa de banho, comer e não entende que você tá ali no meio de uma cri…

Fazendo escolhas

Quando nós nos juntamos para criar o Mães&Mais havia muita paixão envolvida, haviam 18 mães decididas a dominar o mundo, esse era o termo mais usado, transformar o blog em portal, ir no Encontro, comprar um condomínio e sermos todas vizinhas...
Mas quis a vida que o fogo inicial baixasse, algumas fossem ficando pelo caminho e o blog fosse ficando de lado, pintou a vontade de sair, mas eu tinha medo de decepcionar as pessoas, medo de perder alguma coisa, medo de desistir ser fracassar, aquela sensação de nunca ir ao final de nada (entrei de licença maternidade do PEM em maio do ano passado e nunca mais voltei, por exemplo) e fui ficando naquela indecisão. Aí a Gabi Ramalho postou uma imagem no Instagram do livro Mania de Explicação que dizia assim "Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer, mas acha que devia querer outra coisa" e aquilo falou comigo diretamente, era a coragem que me faltava e então eu saí da equipe...
O blog segue e eu desejo as meninas toda sort…

Fim das Férias

Imagem
Acabou Braseel!!!! E que delícia foi estar aqui durante as férias, falando de maternidade e de mim, compartilhando dores e delícias. Eu gosto tanto de blogar, me faz tão bem. A falta de postagens fez as visitas caírem de 800/900 pra menos de 100, algumas vezes menos de 50, mas ainda assim é divertido e delicioso poder escrever e saber que tem gente lendo.
Vou tentar não sumir completamente durante o semestre... E que os jogos comecem...


Dois

É enlouquecedor, ter duas crianças.
Antes, nos dias mais difíceis do guri a gente revesava e enquanto um tentava domar a era o outro respirava, agora se os dois entram no modo "Deus me livre" de uma vez ninguém respira.
É cansativo, eu tenho olheiras maiores, menos tempo livre e me resta cerca de 3% de sanidade mental...
Mas Santo Deus como é gostoso ver os dois juntos, brincando, dormindo, almoçando. Como é divertido ver Cecília pegar um brinquedo e sair correndo com a língua pra fora enquanto Ravi corre atrás, ou como é fofo ver o sorriso que ele dá quando ela acorda ou vice-versa, os dois jogando bola, brincando de carrinho ou de boneca, ver os dois sentados lado a lado pintando seus livros de colorir, observar Cecília imitar certas coisas que Ravi faz.
Dizem que ter dois é mais fácil que ter um e eu discordo completamente, mas não posso negar que ter dois é muito mais gostoso que ter um só...