Postagens

Fazendo as contas

Tô aqui refletindo...
Ontem duas pessoas me perguntaram se eu tô montando um time de futebol...
Eu tenho 2 filhos vivos, dois. Quantos filhos são o ideal?
Se eu tivesse só um, iam dizer que eu preciso de mais "Porque quem tem um, não tem nenhum", se vocês dois meninos ou duas meninas, eu teria que tentar um do sexo oposto, e se eu não quisesse nenhum também ia ter gente incomodada....
Nenhum filho não pode, um é pouco, dois é muito, mais que isso então...Deus me livre!Por que tanta gente se incomoda com a quantidade de filhos dos outros?

Sigamos...

A maternidade é devorada, ela é maior e mais complicada parte da minha vida, por vezes ela me engole.
Veja bem, por mais que você se comprometa a não se privar de nada por ser mãe, a vida irá te privar de muito...É assim que as coisas são...
A maternidade me consumiu e por vezes eu quis (e quero ainda) sair correndo até chegar no Canadá...Mas aí numa manhã de sábado, enquanto Cecília corre louca desgovernada pelo quintal gargalhando, Ravi senta pra meditar e "recuperar as energias" e aí eu me lembro que é só isso que importa!!!!
Parar, respirar e recuperar as energias. Tudo está no lugar certo, tudo acontece como tem de acontecer...
Sigamos...

#CecitaFez1

Imagem
Cecília
1 ano
7 dentes
79 cm
8,740 kg

Teve festa com tema de princesa porque a mamãe ainda alimenta essas coisas sim!
Fala: Mamãe, papai, Ravi, popó, gatinho, achei, pão, dá
Anda sem apoio
É ciumenta que só, valente, exploradora, carinhosa e atrevida

Vou deixar umas fotos da festinha e prometo voltar...








Propósito

Qual é o seu?
Tanta coisa mudou nos últimos 12 meses que além de não saber qual é o meu, ando duvidando da existência do tal.
Talvez seja o cansaço inerente as 2 crianças, faculdade e toda a vida que segue acontecendo, talvez eu tenha me tornado mais cética...talvez...vai saber!
Enquanto isso eu vou tentando enquadrar a Mariana na vida da Mãe do Ravi e da Cecília, essa semana mesmo eu já meditei duas vezes, as primeiras duas vezes desde que Cecília nasceu.
Hoje eu voltei a escrever, seguindo o plano de escrever no mínimo uma hora por dia (era o plano de 2017, mas chegamos a maio e ainda não rolou um dia), mas aí Cecília acordou e eu tô aqui...correndo atrás dela, mandando ela soltar uma das gatas, tirando ela de cima do sofá...
Há um propósito nisso tudo? E qual é o meu no meio dessa loucura que tá a minha vida?

Surreal

Imagem
Não existe mais vida no blogger, né? Agora é tudo via Instagram, parece. Mas eu ainda acho que mil palavras sinceras valem mais que uma imagem montada.


Há um ano atrás eu estava completando 36 semanas, e escrevi um post contando como tudo ainda era surreal,,,
E cá estamos nós...
Cecília é um bebê intenso, tem o riso fácil, é ligeira, carinhosa e tem seus rompantes de pirracinha. Se encaixou perfeitamente nas nossas vidas como se sempre estivesse aqui. É boa de cama e mesa, dorme super bem desde os 2 meses e come o que a gente oferecer.
Começou a andar sem apoio pouco depois de completar 11 meses e já até foge de casa, é a louca dos gatos, adora a Popó, tem 6 dentes, mama bastante e adora dançar.


Parece que todos os sentimentos da gravidez foram sentidos por outra pessoa,porque não consigo imaginar minha pituquinha.

Fácil não é...

Domingo, depois de um feriadão que começou corrido, edição de vídeo que tava atrasada, a responsabilidade de editar todos os vídeos de um canal que caiu no meu colo...
Chuva que não me deixou ir numa festa...
Pirraça pesada na noite de sábado...
Mordidas no seio seguidas de careta e gargalhadas...
E as provas vão começar...
Tô sem ânimo, viu?
Fico com vontade de vir aqui, mas ficaria mono temática, eu acho...
Se já era difícil dar conta da faculdade com um filho só, com dois tá beirando o impossível...
Mas é aquilo, né... Fácil eu sabia que não seria...